Você pode continuar odiando o PT, mas não odeie as pessoas!

Se você me acompanha por aqui, já sabe dos meus posicionamentos éticos e políticos. Se está por aqui ainda, no meio desse lamaçal de ódio que se instaurou no país é porque, mesmo que não concorde com todos os meus pontos de vista – e nem precisa! – sabe que compartilhamos valores, que queremos o bem comum e que queremos um mundo melhor para aqueles que amamos e com quem convivemos. Além disso, se você ainda está por aqui, é porque, de alguma forma, gosta de acompanhar minhas experiências e leva em consideração o que eu digo.

Então, eu queria dizer que, apesar de não morar no Brasil, eu não me alienei da situação do país: eu vou pra aí sempre que posso e, além do Sul, tive a chance de conhecer realidades de regiões que muitos de vocês ainda não tiveram a oportunidade de visitar. Eu vi muitos Brasis. Eu leio notícias dai, eu vejo os mesmos jornais que você vê: mas além disso, eu leio noticias em inglês, espanhol, alemão, e acompanho a política de uma perspectiva ampla. Nesse tempo aqui fora, eu fiz um mestrado e um doutorado em mídias digitais e ciências da comunicação, dou aulas em uma universidade de ponta e, acredite, quando você estuda tanto assim, passa a entender mecanismos de manipulação e processos que antes passavam desapercebidos.

Eu estou contanto tudo isso pra chegar a um ponto importante: o momento político que o Brasil vive hoje é muito delicado. Obviamente o PT cometeu erros. Obviamente houve corrupção e eu sei que você está cansado disso. Eu também estou. Eu até entendo os motivos do seu ódio pelo partido. No entanto, você provavelmente já sabe que houve muita manipulação e um processo de demonização da sigla que, apesar dos muitos erros, não foi a única a errar.

Além disso, se você se informa por fontes diversas e confiáveis, já sabe que todo o discurso de comunismo, de virar uma Venezuela, kit gay, crianças trocando de sexo, mamadeira de piroca e tantas outras coisas que você recebeu pelo WhatsApp, não são verdade. Interesses muito mais poderosos estão por traz disso. Se você ajudou a compartilhar, tenho certeza que não foi por maldade: todo mundo fica meio perdido e essas notícias usaram todas as estratégias possíveis para motivar você a repassar os conteúdos mentirosos.

As empresas que estão financiando esse esquema de mentiras devem para o governo e esperam que o novo presidente que elas estão tentando ajudar a eleger, modifique as regras trabalhistas (para você ganhar menos e ter menos direitos, e para que eles possam lucrar mais). E isso é só a pontinha do iceberg. Ao mesmo tempo, as promessas de fim da corrupção, mudança e novos valores que vem sendo feitas a você também não são verdade. Tem rolo nessa história e um risco bem grande de perdas de direitos e liberdades que, em algum momento, vão acabar por te afetar também. A imprensa internacional – que não tem rabo preso no Brasil – tem alertado todos os dias. A coisa é séria de verdade.

Além disso, você já parou para ver as propostas dos candidatos? Por mais que você odeie o PT (e eu não vou questionar os seus motivos), ainda assim você há de convir que ideias como sugerir ensino à distância para crianças não são exatamente adequadas, não é mesmo? Além disso, uma das coisas mais preocupantes é a normalização do ódio. Isso quer dizer que, se tivermos um presidente que diz que vai acabar com quem pensa diferente, as pessoas racistas, violentas e cheias de preconceito que existem no país entendem que isso é um endosso para que possam agir da mesma forma, não respeitando a pluralidade de opiniões ou a diversidade.

Eu imagino que, se você me segue e lê o que eu escrevo até agora, não deve pensar assim e deve compartilhar valores como os meus: de que todo o ser humano tem direito a viver e que devemos respeitar o próximo. Você pode pensar que esse discurso raivoso seria um preço pequeno a pagar pra “se livrar de tudo isso que está aí”. Mas não é. Esse discurso tende a crescer, a opressão a quem pensa diferente tende a piorar.

Sabe aquele seu amigo gay super gente boa? Ele tem medo e já ouviu agressões na rua mesmo antes da eleição. Sabe aquela mulher negra? Sabe aquela criança que só ia pra escola por causa da merenda? Sabe aquela menina que foi estuprada e engravidou do estuprador aos 15? Sabe aquela outra que lutava para as mulheres todas recebessem o mesmo salário que os homens? Essa gente toda tem medo e tem razão de ter. E essa gente não são “os comunistas”: são os seus vizinhos, o carteiro, o atendente da padaria, a manicure, todos os professores. Essa gente sou eu também.

Então, se você chegou ate aqui por que acredita de alguma forma no que eu escrevo, eu quero te pedir pra não votar na intolerância e no ódio porque acredita que está combatendo um comunismo inventado ou por que busca uma solução que não vai vir. Você pode continuar odiando o PT, mas não odeie as pessoas e não deixe que quem tem ódio por outros seres humanos ganhe um cheque em branco para por em risco a existência de outros. Esses outros podem ser seu irmão ou seu filho, sua filha, o amigo da faculdade, o vizinho, aquela professora legal que você lembra com carinho.

Antes de ir as urnas com raiva, esqueça por um segundo do partido e leia as propostas do Haddad. Eu tenho certeza de que você vai ver que tem muita coisa legal: incluindo mais investimento em educação que, para mim, é a coisa mais importante a se fazer quando se quer mudança de verdade. Se ele não entregar o que está prometendo, em quatro anos, você despacha e põe outro. Já se o outro lado ganhar, a gente corre um grande risco, de verdade, de não poder votar de novo tão cedo. Então, confia em mim mais uma vez e acredita no que eu to dizendo: ele não. Ele é perigoso de verdade e não tem um plano. Nesse domingo, vote no amor e na certeza de que o ódio não constrói nada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s